in

Com mais de 80% do orçamento destinado para pessoal, Leal descarta novas demissões

Com mais de 83% da dotação orçamentária da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) destinada para gastos com pessoal, o presidente da Casa, Nelson Leal (PP), acredita que não ocorrerão novas demissões e que “casas legislativas são casas de recursos humanos, não tem serviços”.

 

“Não tem investimento, não tem estrada, hospital. Não só a da Bahia, mas como do Brasil e do mundo. O Executivo tem, ele pode fazer uma obra, uma estrada”, explicou Leal ao Bahia Notícias.

 

De acordo com a publicação do ato 8867/2020, serão gastos R$ 570 milhões com o pessoal. A cifra era conhecida desde a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) da Bahia, mas agora foi oficializada no orçamento do Legislativo. A publicação desta quarta-feira (15), aprovou o cronograma de execução mensal de desembolso, relacionado aos gastos com o pessoal, atividades de manutenção e outras despesas para o ano de 2020.

 

“Só se eu demitir os funcionários dos gabinetes, o que tinha para colocar para fora já foi, economizamos R$ 70 milhões. Continuaremos tentando ajustar cada vez mais. Temos que sempre ter administrações austeras e a gente tenha a capacidade fazer mais usando menos”, comentou o presidente da AL-BA. 

 

Além do pessoal, a manutenção foi responsável por R$ 122,7 milhões da dotação orçamentária e outras despesas correspondem a R$ 1,2 milhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hospital Regional de Jacobina começa a fazer cirurgias de traumatologia

Unimed suspende atendimentos de urgência e emergência na Bahia