in

Em véspera do Dia da Consciência Negra, homem negro morre após ser espancado em Porto Alegre

Um homem negro de 40 anos foi espancado até a morte na quinta-feira (19) por dois seguranças de uma loja do supermercado Carrefour, na zona norte de Porto Alegre (RS).

João Alberto Silveira Freitas, conhecido como Beto, foi morto às vésperas do Dia da Consciência Negra,  20 de novembro – em referência à morte de Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares.

As imagens da agressão, que circulam nas redes sociais, mostram o momento do espancamento e a tentativa de socorristas de salvarem a vítima.

novembro e todos os dias, a estrutura racista deste país nos trás brutalidade como regra”, reagiu Raull Santiago, ativista e fundador da Agência Brecha.

Em repúdio ao crime, grupos ativistas estão convocando uma mobilização contra o racismo nesta sexta-feira. Os dois candidatos à prefeitura de Porto Alegre falaram sobre o caso. Manuela d’Ávila (PC do B) informou que há uma manifestação marcada para as 18h, na loja do Carrefour. Já Sebastião Melo (MDB) chamou a morte de absurda e disse que as cenas dos vídeos são chocantes.

O espancamento teria ocorrido após uma briga da vítima com uma funcionária do supermercado. Ela chamou os seguranças, que levaram Beto para fora e teriam espancado o homem até a morte. Com informações da Folha de S.Paulo e do GaúchaZH. (bahia.ba)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vereadores de Jacobina aumentam os próprios salários de R$ 8 para R$ 10 mil

Prefeitos de Botuporã, Coração de Maria e Riachão das Neves têm contas rejeitadas