in

Polícia investiga denúncia de prefeita após vereador insinuar que ela precisaria fazer DNA para descobrir pai de possível filho

Caso aconteceu na cidade de Aporá, a 200 km de Salvador. Declaração foi feita durante sessão plenária da Câmara de Vereadores do município e viralizou nas redes sociais.

A Polícia Civil investiga uma denúncia de calúnia e difamação feita pela prefeita da cidade de Aporá, a 200 km de Salvador, Carine de Ataíde (Avante), contra o vereador Denilson Macedo (PP), após o político insinuar que ela precisaria de um teste de DNA para descobrir quem é o pai de um possível filho.

A Polícia Civil investiga uma denúncia de calúnia e difamação feita pela prefeita da cidade de Aporá, a 200 km de Salvador, Carine de Ataíde (Avante), contra o vereador Denilson Macedo (PP), após o político insinuar que ela precisaria de um teste de DNA para descobrir quem é o pai de um possível filho.

Em março, Carine de Ataíde viralizou nas redes sociais ao dar início ao projeto “Dormindo na Casa do Povo”, onde ia até a casa dos moradores da cidade para dormir, sem aviso prévio. De acordo com a gestora, essa seria uma forma de entender as necessidades da população.

“Ainda tem as pernoitadas da prefeita com o povo. A prefeita está pernoitando com o povo; e que beleza dormir da casa do povo. Meu pai está na lista [e] eu digo ‘painho, fique na lista para ver se você dorme com a prefeita também’. É brincadeira um negócio desses”, disse o vereador do PP.

Denilson Macedo ainda afirmou que muitos moradores precisam de reformas nas casas e a prefeita deveria levar um “pessoal com uma caçamba cheia de areia, duas, três ou quatro… tijolos, blocos, cama e tal, já que é melhor do que dormir na casa do povo porque, daqui a pouco, vai ter que fazer DNA, porque ninguém vai saber de quem é o pai, né? Muito difícil esse negócio”.

O vereador ainda disse que as visitas da prefeita tem repercutido em Salvador e no Senado.

“Pior que chego lá em Salvador, nos gabinetes e o povo só fala disso: ‘Rapaz, a prefeita… quero convidar ela para dormir aqui em casa’. Rapaz, o negócio está sério: o velhinhos não falam em outra coisa. Até isso virou conversa no Senado Federal”.

 

Prefeita denunciou caso na delegacia de Aporá — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Prefeita denunciou caso na delegacia de Aporá — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nas redes sociais, Carine de Ataíde lamentou a declaração do vereador.

“Aporá assiste sua casa legislativa retroceder e publicamente, sob olhar dos senhores vereadores ali presente, uma mulher, mãe, filha, amiga e prefeita deste município é exposta e agredida verbalmente pelo vereador Denilson Macedo, que de maneira covarde ofende a honra da gestora”, disse a prefeita.

“É claro que é mais uma tentativa de invalidação de uma mulher ocupando um espaço de destaque na sociedade. Sigo firme, no proposito de que as mulheres aporaenses possam ser o que quiser”, declarou ainda a prefeita de Aporá.

 

Prefeita divulgou nota de repúdio nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Prefeita divulgou nota de repúdio nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Em nota, a União dos Municípios da Bahia (UPB) se solidarizou com a prefeita e repudiou as declarações do vereador.

UPB lamentou situação — Foto: Reprodução/Redes Sociais

UPB lamentou situação — Foto: Reprodução/Redes Sociais

g1 tentou contato com o vereador Denilson Macedo, mas não conseguiu até a última atualização desta reportagem.

Em nota, a Câmara de Vereadores de Aporá informou que o vereador possui “inviolabilidade nas suas opiniões, palavras e votos sendo tal preceito assegurado constitucionalmente”. No entanto, conforme a Casa, esta imunidade ou garantia não é absoluta, devendo o parlamentar responder na medida de sua responsabilidade seja civilmente ou penalidade acaso extrapole a fronteira de direitos alheios.

“Esta casa de leis repudia toda forma de discriminação, ataques pessoais a honra e a moral contra as mulheres ou qualquer cidadão aporaense. A Câmara Municipal de Aporá valoriza o respeito entre seus membros e reitera seu compromisso com a luta contra qualquer tipo de discriminação em qualquer âmbito da sociedade”, disse.

g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Governo da Bahia anuncia pagamentos dos valores dos precatórios Fundef nesta terça-feira

Ponte na BR-116 cai após tremores