in

Por suspeita de irregularidades, TCM determina auditoria na Prefeitura de Piritiba

A prefeitura de Piritiba, no centro do norte do estado, está sendo alvo de uma auditoria determinada pelo Tribunal de Contas dos Municípios que investiga supostas irregularidades licitações e contratos envolvendo verbas da Saúde, Fundeb, Assistência Social e Educação e Cultura. A ação investiga denúncias de superfaturamento em todos os contratos firmados pelo prefeito Samuel Oliveira Santana de acordo com os processos 12526e18/TCM.

O gestor municipal responde ainda por diversos por diversos processos envolvendo casos de prática de nepotismo; acúmulo indevido de cargos; utilização irregular de verbas do Fundef e contratação irregular de prestação de serviços terceirizados e falta de transparência nos gastos com direcionamento da entrega de materiais. Todas as denúncias acatadas pelo TCM foram feitas pelo vereador Ivan Araújo que, munido de documentos para comprová-las, deu entrada no processo inclusive junto ao Ministério Público Federal que instaurou um Inquérito Civil Público para apurar as irregularidades.

Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banco Mundial recomenda que Brasil limite salário de servidor e reduza contratações

Congresso aprova salário mínimo para 2020 de R$ 1.040