in

Mais de 40% das mortes notificadas pela Sesab na última semana ocorreram há mais de 30 dias

Na última semana 415 novas mortes por Covid-19 foram adicionadas aos registros da Secretaria da Saúde (Sesab). No entanto, quase metade desse número se refere a mortes de 15 dias atrás, e 42% delas ocorreram há mais de 30 dias. Os números se referem aos dados divulgados nos boletins divulgados entre 30 de julho e 5 de agosto.

 

O registro tardio dos dados gera dificuldade e pode causar confusão na análise da atual situação da pandemia no estado.

 

Salvador é a cidade que mais atrasa as notificações de morte, de acordo com os dados do boletim da Sesab. Dos 177 registros de mortes com atraso de 30 dias ou mais contabilizados na última semana, apenas 3% não foram na capital baiana. São eles: dois de Lauro de Freitas, um de Ibicaraí, um em Salvador das Missões, no Rio Grande do Sul, um de Jequié e um de Camaçari.

 

Ao olhar o atraso referente a 15 dias, dos 204 registros, 14 foram de cidades do interior. O número representa 6,8% do total.

 

Na sexta-feira (31) a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) registrou o segundo dia consecutivo de recorde de mortes por Covid-19 confirmadas em 24 horas. Mas como ressaltou reportagem do Bahia Notícias , o número não significa que a pandemia está se agravando no estado. A própria pasta reconhece atraso nas notificações e atribui a responsabilidade às prefeituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades da Chapada, Oeste e Vale do Jiquiriçá terão transporte suspenso devido à Covid-19

TCM multa Léo Dourado por nepotismo e apresenta denúncia ao MPE