Foto: Reprodução/ G1
in

Barra do Choça: MPT abre inquérito para apurar fazendeiro que mantinha trabalho escravo

O Ministério Público do Trabalho (MPT-BA) abriu inquérito contra um empregador que manteve 20 trabalhadores em situação de trabalho escravo em uma fazenda de colheita de café, em Barra do Choça, no Sudoeste baiano.

Parte da Operação Resgate 2, o trabalho foi feito no dia 11 de julho. A ação conjunta – que reuniu diversos órgãos públicos – resgatou 337 trabalhadores neste mês, em vários estados do Brasil. Uma audiência foi marcada com o empregador, mas o homem, identificado como Alberto Juramar Lemos Andrade, não compareceu.

Conforme o MPT, o órgão avalia a possibilidade de ajuizar ação judicial para cobrança de verbas rescisórias e indenizações.

No local, identificado como “Fazenda Gaviãozinho”, foram entrevistados cerca de 100 trabalhadores, sendo que a grande maioria fazia atividade de colheita manual de café.

 

Fonte: Bahia Notícias

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Consórcio de imprensa promoverá debate presidencial em pool

Gás de cozinha tem novo aumento na Bahia