in

Colheita de abacaxi em Itaberaba promete ser a maior dos últimos cinco anos, segundo cooperativa

A largada para a colheita da safra 2021 de abacaxi pérola já foi dada por agricultores familiares da Cooperativa dos Produtores de Abacaxi de Itaberaba (Coopaita), portal de entrada da Chapada Diamantina. E a expectativa é que seja a maior dos últimos cinco anos.

No ano passado, foram 2,9 milhões de plantas induzidas, que receberam tratamento de indução floral. Neste ano, foram 3,5 milhões, com previsão de colher 80% desse volume para comércio in natura. Um aumento de 15% na produção.

O resultado da colheita promissora vem do serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater) prestada aos agricultores ligados à cooperativa pelo ‘Bahia Produtiva’, projeto do Governo do Estado. O projeto está investindo R$2 milhões na Coopaita.

Por meio da Ater, foram realizadas melhorias na uniformização do manejo da cultura, como análise de solo, calagem e adubação, até o fim do ciclo de produção, quando ocorre a colheita. É feita uma avaliação qualitativa e quantitativa dos frutos a serem comercializados, além do manejo de pragas e doenças. Isso fez com que diminuíssem as perdas pela fusariose, doença fúngica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19: Jacobina vacina caminhoneiros, rodoviários e profissionais da imprensa

Taxa de ocupação de UTI Covid-19 nos municípios de Jacobina, Irecê, Seabra e Itaberaba exige alerta